LUÍS ROSA LOPES   

www.synkronos.pictures  

 

Enteléquia, do grego Entelékheia, a Essência da Alma. A realização de um processo cujo fim reside na própria entidade. Usando a malha urbana da cidade de Braga e as suas árvores como ponto de partida,Enteléquia pretende ser um manifesto naturalista materializado em forma de curta-metragem (Docu-ficção de 30 mins), exposição de fotografia e instalação audiovisual (videoarte) e edição de livro fotográfico. Esta residência pretende investigar a relação humana com os (sobreviv)Entes (as Árvores, a Floresta) e relembrar-nos que o ser humano

continua a ser um ser em potência para atingir o estado de Enteléquia, a Energia que Age.

Enteléquia, a Energia que Age é a nova residência artística produzida pela Maria Augusta com o apoio da CTB. 

Usando o tecido urbano da cidade de Braga e o seu património arbóreo como ponto de partida, este projecto que vai assumir as formas de

curta--metragem e exposição/instalação audiovisual pretende narrar a história das árvores como sobreviventes

e portadores da memória natural perdida nos dias de hoje.

RESIDÊNCIA ARTÍSTICA · 02

Participantes Projeto: Luís Lopes, staff técnico e criativo Maria Augusta Produções | actores CTB.

  • Branca Ícone Vimeo
  • Branca Ícone Instagram
  • w-facebook