PARTIR A MEIO DIA · PARTAGE DE MIDI

 

ENCENAÇÃO

 

RUI MADEIRA

[1997]

 DE

PAUL CLAUDEL

PARTIR A MEIO DIA - PARTAGE DE MIDI

Partage de Midi · (1906)

Será possível partir a meio-dia, a meio da vida? Claudel parece responder que a metade que resta, após a partilha, é curta e vertiginosa como uma derrapagem.

Este é um muito belo texto de amor. Porque no tempo reduzido e dilacerado do drama os intervenientes são chamados a viver algo de mais intenso e arrebatador que a própria vida. Mas de que serve a vida e os seus avatares se não para como uma labareda nos reduzir a cinza?

Aqui todas as intenções segundas são primeiras e estão em primeiro plano. Donde a abrupta variação das formas de tratamento e das formas tout court.

Regina Guimarães

  • Branca Ícone Vimeo
  • Branca Ícone Instagram
  • w-facebook