DE

 

RENATO SOLNADO

COM A ARMA

 

DE BOGART

ENCENAÇÃO

 

ANTÓNIO FONSECA 

[1988]

COM A ARMA DE BOGART 

Com a arma de Bogart 

Renato Solnado

 

“ – … Nunca esteve apaixonado? Quer dizer, suficientemente apaixonado para desejar uma mulher todos os dias, todos os meses, todos os anos?

– Vamos embora.

– Como é possível que um homem tão duro possa ser tão meigo? – perguntou pensativamente.

– Se eu não fosse duro, não estaria vivo. Se nunca pudesse ser meigo não mereceria estar vivo.

Ajudei-a a enfiar o casaco e fomos para o carro…”

 

in O Bode Expiatório, Raymond Chandler

  • Branca Ícone Vimeo
  • Branca Ícone Instagram
  • w-facebook