MECENAS EXCLUSIVO 

Agora em Maio.

A CTB é filha da Democracia e tem 40 anos. Já se mobilizou em muitas guerras! Poucos dos que ainda por aqui resistem e alguns que ainda nos acompanham, lutaram, enquanto jovens, contra a ditadura. Pessoalmente tenho cravadas na memória imagens e sons daqueles tempos vividos numa aldeia do ribatejo. Todos Aqui, estão conscientes da luta quotidiana que precisamos travar para manter a Democracia viva e com ela o Teatro.

O sector das Artes é aquele onde o absentismo é quase ZERO. E, no entanto, é um dos sectores, senão mesmo o sector, mais fragilizado, mais precarizado, mais mal remunerado, mais sem segurança… Numa palavra, ABANDONADO.

Entre as Artes, talvez o Teatro e a Dança sejam as únicas áreas de criação onde os próprios artistas comparticipam no co-financiamento directo em mais de 60 %.

Na CTB, por norma, comemoramos o 1º de Maio a trabalhar. Este ano foi diferente porque tudo agora é diferente. Sou dum tempo e oriundo dum lugar, em que não trabalhar no dia 1 de maio, podia dar prisão. O 1º de Maio na minha terra, era sempre uma bonita Festa pá… mas no domingo seguinte. Disfarçada de comemoração da minha Sociedade de Educação e Recreio (filha, ela, da República).

As Artes e o Teatro, vivem hoje tempos difíceis. Mas sejamos claros! Não é por causa do COVID 19. É por causa de covids outros, de muitos, muitos outros covids,19,18,17,16,15.14.13…. e por aí fora. Há dias nasceu uma criança a que puseram o nome “Covid qualquer Coisa”. Sei de muitos ministros, ministras, secretários e secretárias do estado a que chegamos, cujos nomes me lembram crises, vírus e, quase diria, pandemias.

Tenhamos a noção que esta é apenas mais uma crise a acrescentar às crises. Não foi só o SNS que não estava preparado para a dimensão desta coisa… não foi só a Europa que não estava preparada…. os portugueses também não estavam preparados há muito, quando votavam (ou não votaram) em eleições para cá e para lá. A pandemia não é a mãe de todas as crises, como nos querem mascarar. Há um vírus endémico que nos tolhe a alma e que só nos faz grandes no auge das Tormentas. A falta de ar não começou agora!

O vírus instalou-se na Democracia e todos nos fizemos passar por assintomáticos.

Agora em Maio, vamos apenas continuar o nosso compromisso de cidadania solidária para com o SNS, num país frágil, em cuidados intensivos, mal gerido há décadas, sem estratégias de futuro, sem políticas de Cultura e sem modelos de financiamento democráticos e equitativos. 

Tão ou mais importante que correr a “tocar a rebate” é aproveitado o “estado de emergência” e  debelada a brotoeja, reflitamos um pouco, antes de passarmos do “estado de calamidade” ao “estádio de depressão” que imagino ser o anterior à surpresa do “estado a que isto pode chegar”.

Agora em Maio, para o sector teatral, é urgente que em cima da mesa da discussão de amanhã, se coloque a pergunta: que conceito de estrutura teatral serve melhor o País, a Cultura e os Artistas?

Agora em Maio, na CTB vamos voltar a fazer aquilo que nos alimenta a Alma. CRIAR! Estarmos juntos à distância imposta. A inventar Futuros para abraços Livres. Apertados na força do trabalho artístico que rompe fronteiras e alisa curvas. Na certeza certa, que o Lugar do Teatro é no Teatro. AS TROIANAS esperam-vos para contar a Tragédia delas!

E com segurança estaremos atentos ao seu lugar na fila! Porque somos Portugueses e amamos o nosso País. Como amamos a Liberdade, os Direitos e os Deveres.

Viva Abril agora em Maio e em todos os meses.

Rui Madeira

MARÇO

Março 27 · !9h00 · HUMIDADE

de Barbara Cólio

 

Março 30 · !9h00 · CONCERTO À LA CARTE

de Franz Xaver Kroetz

 

MAIO

 

*Maio 01· TRILOGIA ORESTEIA |AGAMÉMNON

de Ésquilo

 

*Maio 02 · TRILOGIA ORESTEIA | COÉFORAS

de Ésquilo

 

*Maio 03 · TRILOGIA ORESTEIA | EUMÉNIDES

de Ésquilo

 

Maio 07 -  "WIZZY - A Visitor from Zimbabwe"

filme de Wizzy Mangona (Zimbabué) sobre Braga.

[residência artística ]

Maria Augusta Produções

 

Maio 11· !9h00 · ORATÓRIA DO VENTO

de Vergílio Alberto Vieira

 

Maio 14 · !9h00 · AS CRIADAS

de Jean Genet*

 

Maio18 · !9h00 · PRAÇA DE TOUROS

de Alexej Schipenko

 

Maio 22 · !9h00 · A ANTIGA MULHER

de Roland Schimmelpfennig

 

Maio 25 · !9h00 · A CABEÇA DO BAPTISTA

de Valle Inclán

 

Maio 28· !9h00 · NO ALVO

de Thomas Bernhard

*PROJEÇÃO EXTRA EM 1,2 e 3 ·ABRIL ·19h00 

 !9h00

 !9h00

 !9h00

 !9h00

10h00 e !6h00

ABRIL

Abril 02 · AUTO DA BARCA DO INFERNO

de Gil Vicente

 

Abril 06 · !9h00 · OS CEGOS

de Maeterlink

 

seguido de “ FLORESTA”

de Frederico Bustorff  

[ documentário sobre o processo de pintura de Alberto Péssimo,  para o cenário de “ Os Cegos” de Maeterlink]

Maria Augusta Produções

 

Abril 09 · !9h00 · SEMANA SANTA

de Alexej Schipenko

produto de uma Oficina de criação vídeo]

Maria Augusta Produções

 

Abril 12 · !0h00 · MÚSICOS DE BREMEN

a partir do conto dos Irmãos Grimm

 

Abril 12 · !6h00 · BURACO

de Regina Guimarães

 

Abril 13 · !9h00 · JARDIM

de Alexej Schipenko

 

Abril 16 · !9h00 · AS BACANTES

de Eurípedes

 

Abril 20 · !9h00 · A CRIATURA

de Ibsen/Lelio Lecis

 

Abril  23· !9h00 · COLUMBUS

de Nils Meisel e Frederico Bustorff

Maria Augusta Produções

 

Abril 27 · !9h00 · SPETTRI

de Ibsen (legendado)

 

Abril 30 · !9h00 · UM PICASSO

de Jeffrey Hatcher

[ 3º CICLO]

[ 1º e 2º CICLO]

 
  • Branca Ícone Vimeo
  • Branca Ícone Instagram
  • w-facebook