​SÍLVIA BRITO

Licenciada em História pela Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa.

 

 

 

 

Iniciou a actividade teatral no Cénico de Direito em 1985. Integrou o elenco do Teatro Nacional D. Maria II (1990-92). Em 1992, integrou A ESCOLA DA NOITE - Grupo de Teatro de Coimbra, onde trabalhou até 2010 nas áreas da actuação, encenação, formação e documentação. Enquanto actriz integrou mais de trinta criações dessa companhia. Aí, encenou, entre outros espectáculos, Jacques e o seu Amo de M. Kundera, Almocreves e outras cousas… de Gil Vicente, Dois perdidos numa noite suja, de Plínio Marcos, Profundo de Cabrujas, TNT—Tumulto no Teatro, de Raul Brandão e Este Oeste Éden, de Abel Neves. Em 2002 integrou a CENA LUSÓFONA – Associação Portuguesa para o Intercâmbio Teatral onde desenvolveu, entre outros, o projecto Base de Dados da Dramaturgia em Língua Portuguesa. Em 2011 criou, com António Jorge, o projecto de criação, formação e programação artística RAZÕES POÉTICAS - associação informal de artes onde desenvolve criação e formação artística em cruzamento de actividades profissionais, amadoras e em comunidade. Em 2012 fez assessoria de Direcção no CHAPITÔ na área da Educação Artística. Desde 2012 colabora regularmente com a CTB-COMPANHIA DE TEATRO DE BRAGA onde integrou os elencos da Trilogia Oresteia, de Ésquilo (encenação de Rui Madeira, 2012-2013), Os Músicos de Bremen (enc. José Caldas, 2014), No Alvo, de Thomas Bernhard (enc. Rui Madeira, 2015), A Máquina do Mundo (enc. Alexej Schipenko, 2015), Oratória do Vento, de Virgílio Alberto Vieira (enc. Rui Madeira, 2015), O último judeu e os outros (texto e enc. de Abel Neves, 2016), As Criadas, de Jean Genet (enc. Rui Madeira), Imprudência, de Turguéniev (enc. Rui Madeira, 2017) e A Antiga Mulher, de Schimmelpfennig (enc. Toni Cafiero, 2018). Na CTB, encenou os espectáculos Em Pessoa (textos de Fernando Pessoa, 2014) e Amor de Perdição (de Camilo Castelo Branco, 2017). Dirige regularmente Oficinas de Leitura e Interpretação e Leituras Encenadas no âmbito do projecto BragaCult destinadas a professores e alunos do Ensino Básico e Secundário e ao público em geral.

  • Branca Ícone Vimeo
  • Branca Ícone Instagram
  • w-facebook