​RUI MADEIRA


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nasceu em Santarém. Actor e encenador profissional desde 1975. Director artístico da Companhia de Teatro de Braga. Em 1980 foi um dos fundadores da CENA, no Porto, grupo que daria origem em 1984 à Companhia de Teatro de Braga, estrutura residente do Theatro Circo. Foi administrador executivo do Teatro Circo, durante largos anos. Integrou o secretariado do 1º FITEI (Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica). Foi presidente do secretariado da Associação Técnica e Artística da Descentralização Teatral (ATADT). A convite do Ministério da Cultura integrou um grupo de trabalho para estudar a situação do teatro em Portugal (1996) e o Comité de Leitura para Portugal do projecto internacional “Pretexte”, de L’Association Française Action Artistique (A.F.A.A.). Foi membro do Conselho de Administração da Associação Europeia Villes et Cinéma de L’Europe. Presidiu ao Conselho de Administração da Fundação Cultural Bracara Augusta, que integra o Município, as Universidades do Minho e Católica e o Cabido da Sé. Foi director do Jornal Correio do Minho. Na Universidade Católica de Braga leccionou no Curso de Estudos Artísticos e Culturais e continua regularmente a participar como docente em acções de formação em Portugal e fora. Foi vice-presidente da Cena Lusófona (associação para o desenvolvimento teatral no espaço da lusofonia) Participa com frequência em cinema e televisão, tendo participado como actor e encenador em mais de 130 criações. Trabalhou no teatro com encenadores como Mário Barradas, Luis Varela, Júlio Cardoso, Stefan Stroux, Jean Pierrre Sarrazac, Robert Pinget, Manoel Guede-Oliva, Anna Langhoff, Georg Astalos, Alexej Schipenko, entre outras personalidades nacionais e estrangeiras. E no cinema com Rui Ramos, Saguenail, Acácio de Almeida, Jorge Silva Melo, Christine Laurent, Em televisão, depois de alguns trabalhos no início dos anos oitenta, voltou mais recentemente a participar de novo em séries e telefilmes em Portugal e Angola. Tem trabalhado no teatro em Portugal, Espanha, França, Alemanha, Itália, Ucrânia, Roménia, Brasil, Angola, São Tomé, Moçambique. Foi-lhe atribuída a Medalha de Prata de Mérito Cultural do Município de Braga. É prémio de carreira do Instituto de Teatro Bernardo Santareno. É membro do Conselho Cultural do Município de Braga. Tem o título honorífico de AMICUS ROMANIAE, do Instituto Cultural Romeno.  
 

  • Branca Ícone Vimeo
  • Branca Ícone Instagram
  • w-facebook